Crie seu próprio Site Grátis! Templates em HTML5 e Flash, Galerias em 2D e 3D, Widgets, Publicação do Site e muito mais!
Ataxia e fisioterapia para coluna
Ataxia e fisioterapia para coluna

Após um bom tempo sem postar, estou de volta, e desta vez cheio de gás!
Já que o assunto é o resultados das eleições, aproveito para comentar o resultado de uma enquete que fiz há algum tempo atrás para saber quais informações mais interessam aos leitores do blog. A mais votada foi "postagens sobre tratamento fisioterapêutico", seguida de "artigos traduzidos", em terceiro lugar ficou "provas comentadas" e por último (porém com uma votação significativa) "postagens sobre o que bem me desse na telha".
Pois bem, hoje deixo algumas informações importantes sobre ataxia, e no final algumas reflexões sobre o tratamento. Espero que seja útil.

 

ATAXIA
A ataxia é um distúrbio do movimento caracterizado pela incoordenação dos movimentos e controle postural insuficiente.
Etimologia:

 

A, do grego = não, negação.

 

Taxia = do grego “táxis”, ordem.
Desta forma, ataxia, literalmente significa sem ordem, incoordenação. Neste momento, é importante salientar que a ataxia é um sintoma, e não uma doença ou um diagnóstico específico.

A ataxia pode surgir como resultado de um AVE, de um TCE ou de lesão das vias sensoriais em seu trajeto pela medula devido a fraturas vertebrais. Outras causas incluem hipóxia, abuso de álcool ou drogas, infartos cerebelares, disfunção vestibular além de causas hereditárias e congênitas. Obviamente é importante conhecer a etiologia da ataxia para o tratamento da causa subjacente, no entanto, para o fisioterapeuta o objetivo de tratamento é sempre o de alcançar o melhor resultado funcional possível.

As ataxias podem ser classificadas em:

# 1 - Ataxia Cerebelar,
É causada por comprometimento do cerebelo e de suas projeções aferentes e eferentes (vias cerebelares). De forma geral, o paciente apresenta falta de coordenação dos movimentos voluntários, por erros na força, direção ou extensão do movimento. Importante lembrar que lesões no cerebelo não causam paralisia, paresia ou qualquer déficit sensitivo.

# 2 - Ataxia Sensitiva, também denominada ataxia de sensibilidade proprioceptiva.
É causada por comprometimento das vias de sensibilidade profunda (fascículos grácil e cuneiforme), que regem o sentido das posições e dos deslocamentos segmentares (sensibilidade cinético postural)

# 3 - Ataxia Vestibular, também denominada ataxia labiríntica.
É causada por disfunção do sistema vestibular e de existência controversa. Cursa com comprometimento do equilíbrio, sem alteração da coordenação motora e dos movimentos apendiculares.

# 4 - Ataxia Frontal, uma forma rara de ataxia com comprometimento do córtex frontal (via cerebelo-frontal - responsável pelo planejamento do ato motor), podendo ser causada por infartos subcorticais frontais múltiplos; tumores frontais; hematomas subdurais.

Para mais detalhes sobre as lesões do cerebelo, resultando em problemas de fala, incoordenação motora, ataxia e aprendizagem motora, vale a pena sair da frente do computador, se deslocar até a biblioteca da faculdade e consultar o livro Fisioterapia, Avaliação, Tratamento e Procedimento 4ª Edição. O'Sullivan, Susan B. O'Sullivan, Thomas J. Schmitz.


TRATAMENTO
Na ataxia o paciente apresenta tremores, incoordenação, distúrbios de equilíbrio, postura e marcha. O atendimento de fisioterapia deve ser planejado de forma a promover a estabilidade postural, estimular precisão de movimentos dos membros (sem perder a estabilidade ! ), além do treino de marcha. A estabilidade postural pode ser melhorada com foco no controle da postura estática em várias posições diferentes, como por exemplo na posição de puppy (deitado com apoio nos cotovelos), sentado, quatro apoios, de joelhos, semi-ajoelhado e de pé. Esta progressão de posturas mais baixas para mais altas é usada para aumentar a demanda muscular por meio da variação da base de apoio, variação do centro de massa do corpo do paciente.

Além disso, é legal promover atividades de mobilidade controlada (deslocamento de peso, balanço, entrar e sair de posturas ou transições de movimento) como por exemplo, pedir ao paciente para realizar tarefas como alcançar um objeto com a mão enquanto mantém a postura estável, como semi-ajoelhado ou mesmo de pé. (os gringos chamam isso de mobility on stability, ou seja: a capacidade de movimentar os segmentos corporais mantendo uma boa postura estática)

Sabe, eu gosto de pensar que eu faço meio que treinamento circense com meus pacientes. É meio estranho de explicar, mas imagine o seguinte: A princípio, todos nós temos o potencial para nos tornar trapezistas ou malabaristas. O que nos falta é coordenação motora. Se treinarmos bastante, podemos superar o nosso nível basal de habilidade e coordenação, e quem sabe até conseguir trabalhar num circo. Com o paciente atáxico é mais ou menos a mesma coisa, só que o ponto de partida não é o nível de habilidade basal, mas sim o prejuízo na coordenação causado pela ataxia. O paciente será treinado para se tornar um "malabarista atáxico" (no caso desenvolvendo sua coordenação motora, até o mais próximo possível dos níveis de uma pessoa considerada normal)

Um importante objetivo da terapia é promover o equilíbrio seguro e funcional. Exercícios terapêuticos são capazes de ensinar o paciente com ataxia a reduzir a oscilação postural (freqüência e amplitude) e melhorar o controle da posição e do alinhamento corporal.
Ao longo do tratamento, pode-se utilizar bolas suíças para desafiar o controle postural do paciente em uma superfície instável (mas isso só se faz em uma fase adiantada de reabilitação !!!! )

Exercícios de Frenkel deveM ser realizados lentamente, com o paciente utilizando o feedback visual para orientar o movimento correto. Os exercícios feitos corretamente exigem um alto grau de concentração mental.

Algumas vezes, a aplicação de pesos leves (eu disse LEVES!!!!) pode ser utilizada para fornecer um input proprioceptivo. Alguns trabalhos descrevem o uso de cintos ou mesmo jaquetas de pesos, com o objetivo de diminuir a dismetria e tremores de membros e tronco.

A piscina é um importante meio terapêutico para praticar o controle postural estático e dinâmico. A água oferece resistência graduada que retarda o movimento do paciente atáxico e pode ajudá-lo na recuperação da coordenação e controle dos movimentos.

EXERCÍCIOS TERAPÊUTICOS PARA A COLUNA LOMBAR

 

 
 
 
Exercícios lombares
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Exercícios lombares: exercícios eficazes para trabalhar a parte inferior da coluna. Os exercícios para os músculos lombares são explicados profissionalmente com animações em 3D que ilustram o modo correto de realizar os movimentos.

.

Notas sobre o trabalho nos lombares: é de importância fundamental trabalhar esta zona muscular, pelo menos de forma equivalente ao trabalho realizado para os músculos abdominais. De fato, negligenciar os músculos lombares pode acentuar ou levar a problemas de postura. Assim, o trabalho correto dos músculos lombares levará benefícios a todos os que por maus hábitos ou por exigência de trabalho tendem a assumir posturas incorretas durante o dia.

.

Indicações anatômicas dos músculos lombares: estes músculos se dividem em três colunas distintas: o músculo ílio costal, músculo longuíssimo do tórax e músculo espinhal. Os músculos lombares representam os pilares da força na parte baixa do dorso e contribuem para estabilizar e alongar a coluna vertebral.

 

Tronco perfeitamente reto. Pernas ligeiramente afastadas. Coloque as mãos em uma linha vertical em relação aos ombros. Ao mover as mãos, concentre o trabalho sobre o feixe anterior do músculo deltóide. Braços semi-flexionados. Desça até tocar o chão com o peito, e retorne à posição inicial.

Exercicios para Dor Lombar – Aliviar Dores Lombares

 


 

 

Exercícios para Dor Lombar – Aliviar Dores Lombares

Atenção: exercicíos apenas para quem tem Lombalgia de causa muscular, não serve para quem tem hérnia de disco ou outros problemas na coluna. Consulte um médico antes de começar a realizá-los.

Exercícios para a lombar vão diminuir muito as dores lombares que você anda tendo e tem um efeito analgésico sobre a musculatura (causadora da dor), fazendo que suas dores nas costas suma!

 exercicios-dor-lombar-fortalecer-postura-dor-coluna-costas

Siga a figura e repita a série 15 vezes pela manhã e 15 vezes pela noite antes de tomar banho. Atenção: são exercícios leves, jamais force as costas para “sentir”!! A intenção é aliviar as dores nas costas.

aliviar-dor-lombar-dor-nas-costas-para-eliminar-diminuir

 

 

Aqui, vários alongamentos, que devem ser feitos por 60 segundos pela manhã e pela noite, antes dos exercícios.

O único exercício da figura é o de subir e agachar segurando na cadeira. Aconselho para depois de 2 meses fazendo os exercícios iniciais.

Espero que com esses exercícios suas dores nas costas sumam de vez! As minhas dores lombares diminuíram MUITO e hoje não tenho dificuldade em ficar sentado em cadeiras não ergonômicas. Acabe já com sua dor lombar com esses simples exercícios.

 

7 dicas para eliminar a dor nas costas

7 dicas para eliminar a dor nas costas
 
A dor nas costas além de incômoda pode ser muito incapacitante, mas quando ela é tratada precocemente pode passar num instante. Confira 7 dicas para eliminar a dor nas costas rapidamente:
 
1- Ao iniciar a dor nas costas, tente relaxar ficando deitado de lado ou sentado de forma que as costas estejam totalmente encostadas na cadeira; Aqueça uma toalha de rosto no microondas por cerca de 40 segundos e coloque-a exatamente em cima da dor nas costas, deixando-a atuar por 20 minutos; Depois, tente alongar os músculos das costas. Se a dor for na parte de cima das costas, alongue o pescoço mantendo-se sentado com as costas bem apoiadas e incline a cabeça para frente, para um lado e para o outro permanecendo com a cabeça inclinada por 30 segundos de cada vez.
 
2- Se a dor for na região inferior das costas, fique de pé com as pernas ligeiramente afastadas e incline o corpo para frente mantendo as pernas esticadas, mantendo-se nesta posição por 30 segundos. Repita cada alongamento por no mínimo 3 vezes.
 
 
3- Faça uma automassagem com suas próprias mãos e um pouquinho de creme ou de óleo nas costas, com movimentos de moderada intensidade insistindo mais onde houver maior dor;
 
4- Se a dor for intensa, tome um relaxante muscular ou analgésico como a Aspirina, por exemplo;
 
5- Tome um banho morno e deixe o jato de água morna cair bem forte exatamente na região onde sente dor nas costas;
 
6- Durma deitado de lado, com a cabeça bem apoiada num travesseiro não muito fofo, por pelo menos 8 horas.
 
7- Se a dor desaparecer com estas dicas, recomenda-se iniciar algum tipo de atividade física como a hidroginástica ou a natação, por exemplo, para que haja um bom fortalecimento muscular principalmente da região das costas e da parte detrás das pernas. Mas se a dor persistir ou voltar a aparecer com os afazeres do dia a dia, recomenda-se uma consulta com um ortopedista ou fisioterapeuta para poder investigar a sua causa.
 
 
 

 

 
 
 
Votação
O que você acha desse site? Dê sua nota
9|95|blue
Ver Resultados

Rating: 2.9/5 (472 votos)




ONLINE
3





Partilhe este Site...





Crie aqui o seu Site Grátis! Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net